Bupropiona Realmente Emagrece? A Verdade e Efeitos Colaterais

crise de panico pressao alta boca  muito amarga saliva amarela taquicardia dormencia formigamento das pernas desanimado

Bupropiona 150mg Emagrece de verdade? Veja os Efeitos Colaterais, além de preço e se dá ansiedade!


A depressão talvez seja uma das doenças mais famosas no mundo todo.
Não é invenção da modernidade e relatos indicam que já estava presente em períodos históricos bastante anteriores ao qual vivemos hoje.
É caracterizada clinicamente como um distúrbio mental que acaba se refletindo fisicamente, impactando portanto na saúde física e mental do paciente.
É um quadro onde há, do ponto de vista psicológico, uma tristeza profunda, decepção com a vida, baixa autoestima além de um pessimismo que debilita o paciente.
Comumente, esses sentimentos não ocorrem de forma isolada e sim combinada, o que acaba tornando ainda mais dramática essa doença.

As principais causas que apontam para o desenvolvimento dessa doença dizem respeito a alterações de natureza química no cérebro do paciente.

Por exemplo, em geral se aponta como causa da depressão alterações nas substâncias neurotransmissoras como serotonina e noradrenalina.

Intuitivamente, as pessoas acham que os pensamentos negativos, o pessimismo e a tendência à isolabilidade social são as causas da depressão, quando na verdade na maioria dos casos são a consequência da manifestação da doença no paciente.




bupropiona 150 mg caixa grande amytril liberacao prolongada alprazolam exodus escitalopram lexapro reconter

Há uma forte relação genética para o aparecimento da depressão.

Ou seja, caso existam casos de depressão em uma família, é muito possível que eles se propaguem ao longo das gerações.

Há um tempo atrás, o tratamento da depressão era feito principalmente através de sessões de acompanhamento psiquiátrico.

No entanto, a ciência avançou muito e compreendendo que grande parte das causas dessa doença estavam relacionadas com transformações químicas anormais nos cérebros dos pacientes, passaram a idealizar outra forma de tratamento: a forma medicamentosa.

Esse artigo trata sobre Bupropiona, um medicamento idealizado para auxiliar no combate da depressão.



Esse medicamento, assim como a Fluoxetina, pertence à classe dos medicamentos antidepressivos.

É difícil definir exatamente para que serve esse medicamento, dada sua alta versatilidade.

O interessante é que embora esse medicamento tenha sido idealizado para tratar doenças como a depressão, ele também se mostrou extremamente eficaz no tratamento da obesidade.

É curioso que outro medicamento idealizado como antidepressivo, a Sibutramina, também apresentou esse mesmo efeito de emagrecimento e tem sido usado desde então para o mesmo fim.

Outras substâncias compõe o tratamento medicamentoso da obesidade como Naltrexona e Topiramato.

Ele é encontrado com nomes comerciais como Welbutrin XL, Zetron, Zyban e Bup.




Este medicamento também é utilizado para parar de fumar.

Apresentação

As características do medicamento que aqui serão apresentadas fazem referência a Bupropiona produzida pelo laboratório EMS.

A substância química chama-se cloridrato de bupropiona, o que dá nome ao medicamento.

Esse medicamento está disponível em várias versões no mercado.

pr

Elas diferenciam-se entre si em relação apenas em relação ao número de comprimidos.

Seja lá qual for a quantidade de comprimidos na embalagem, todas tem a mesma concentração de cloridrato de bupropiona, que é de 150 miligramas por comprimido.

Existem embalagens contendo: 10 comprimidos, 12 comprimidos, 15 comprimidos, 30 comprimidos e 60 comprimidos.

Algumas versões utilizadas em hospitais podem ter entre 100 comprimidos e 200 comprimidos.

O uso é oral e adulto. Além do princípio ativo do medicamento, existem outros componentes secundários como como cisteína, celulose, corante e água.

Indicação

Como já citado nesse artigo, o medicamento é muito versátil. Em um primeiro momento, aconselha-se o uso de cloridrato de bupropiona para tratar a depressão e seus sintomas.

Além disso, por ter ação no cérebro, essa substância também é bastante eficaz para promover o emagrecimento, uma vez que acaba influenciando nos hormônios que controlam o nosso mecanismo de fome (sua fome é reduzida e você emagrece).

Por último, é utilizado como antagonista nicotínico, isto é, como medicamento para auxiliar fumantes na desistência desse hábito.

Contra-indicação

É um remédio que conta com uma série de restrições e não pode ser usado por qualquer paciente.

1)Em primeiro lugar, não se deve consumir o medicamento se você tem conhecimento sobre alergia ao componente químico lá presente;



2) Não deve ser utilizado por pacientes diagnosticados com epilepsia ou outro tipo de transtorno convulsivo;

3) Não deve ser utilizado por pacientes com histórico de distúrbios alimentares como anorexia e bulimia;

4) Não deve ser utilizado por ex-alcoólatras que largaram o vício há pouco tempo;

5) Não deve ser utilizado por pacientes que recentemente tenham utilizado algum tipo de sedativo;

6) Caso você tenha tido um tumor cerebral;

7) Caso você tenha tido ou tenha problemas renais ou hepáticos;

8) Caso você tenha diabetes e faça uso de insulina;

9) Caso você esteja grávida ou pretenda ficar;

10) Caso você tenha tido algum ferimento grave na região da cabeça.

Existem outras várias restrições em relação ao consumo desse medicamento.

A partir da proposição 6 da ANVISA, o medicamento pode ser utilizado, mas o médico deve rever a necessidade da administração de outro medicamento paralelo.

emagrece mesmo amitriptilina arritmia cardiaca

Efeitos Colaterais

Embora o medicamento seja muito eficaz no tratamento de várias doenças e condições clínicas, sua administração pode promover alguns efeitos indesejáveis.

1) O medicamento pode desencadear crises convulsivas se você tiver algum tipo de predisposição a esse evento;

2) As reações alérgicas podem envolver formação de placas avermelhadas por todo o corpo, bolhas, dores de garganta, dores nos olhos, falta de ar, inchaço dos olhos e lábios, dores musculares e desmaios;

3) São relatados distúrbios relacionados ao sono;

4) Dores de cabeça, febre, coceira pelo corpo, tontura, urticária, tremores;

5) Enjoo, vômito, perda de apetite, alterações no paladar, alterações na pressão sanguínea e alterações visuais;



6) Taquicardia, confusão mental, espasmos muscular, hepatite e agressividade.

Poderiam ser citados outros vários sintomas que podem ser manifestados como efeitos negativos desse medicamento no corpo.

Por esse motivo, sempre faça o uso do remédio sob orientação de um médico.

Características Adicionais do Medicamento

O preço do medicamento certamente varia de acordo com a quantidade de comprimidos que a embalagem contém.

Apenas para se ter uma referência, em redes farmacêuticas famosas o medicamento na versão da caixa de 30 comprimidos pode ser encontrado por aproximadamente 50 reais, sem contar a taxa de entrega.

O preço farmácia popular varia de R$ 56,00 a R$ 130,00.

A venda do medicamento é rigidamente controlada, e o paciente só consegue adquirir o medicamento mediante apresentação de receituário médico específico e duplo.

No ato da compra, exija a bula.

Clique aqui agora para ver se Fluoxetina 20mg / Daforin emagrece mesmo ou não